Planejamento da nossa viagem à Paris!


Bonjour mademoiselles,

Depois de uma semana de readaptação ao fuso horário, trabalho, academia e uma preguiça da rotina, voltei!!

Coloquei os fones de ouvido tocando musicas parisienses e começo agora a contar como foram nossas férias em Paris e Londres.

Mas pra começar, a pedidos, quero escrever sobre como organizamos a nossa viagem. Mas lembre-se, esse blog não tem o objetivo de ser guia de viagem, o que farei aqui é contar como nós organizamos a nossa viagem à Paris e se servir pra você ir à Paris ou fazer outra viagem, fico feliz!

Vamos lá!!

1 – Quando ir à Paris?

Sugiro a quem não tem filhos que viaje na primavera ou outono.
Escolher viajar fora de estação tem muitas vantagens, começando pela cidade não estar muito lotada. Fora de estação ganhar um upgrade no hotel, garçons mais educados, conseguir ingressos para os espetáculos, subir a Torre Eiffel e até um lugar no metro são mais fáceis.
Outra observação é a temperatura, na primavera e outono as temperaturas são amenas e agradáveis, e no verão e inverno são mais intensas.
Viajamos na primavera e a temperatura girava em torno de 12ºc, somente um dia de chuva, e até chuva em Paris tem seu encanto.

2- Passaporte

Para viajar para Paris não é necessário visto, somente passaporte válido.
Caso você não tenha passaporte é necessário obtê-lo, reserve em torno de 40 dias para realizar esse procedimento.
Caso já o tenha, observe sua validade, é necessário que seja valido no mínimo por 6 meses da data do seu retorno ao Brasil. 
Em regra, não são necessárias vacinas.

3- Quanto dinheiro levar?

Estipular uma quantidade de dinheiro para sua viagem é bastante complicado, pois cada viagem é particular e possui objetivos diferentes, vai depender bastante do seu roteiro e tudo o que quer conhecer. Mas podemos considerar que existe um acordo do Consulado-Geral Brasileiro em Madri, que recomenda levar 60 euros por dia por pessoa. Inclusive, em Madri as autoridades têm cobrado esse valor em dinheiro no momento da entrada no país. No caso de Paris isso não acontece, mas vale considerar essa recomendação como parâmetro.

4 - Ir por conta própria ou por agência?

Muitas pessoas gostam de viajar por agência, mas se você tem disponibilidade e gosta de se envolver no processo de planejamento das suas férias, sugiro fazer por conta própria, em muitos casos fica muito mais barato e flexível a final é você quem resolve o que vai fazer e quando.

4.a - Passagens aéreas?

Cada vez surgem no mercado mais e mais possibilidades para viajar, promoções não faltam, mas é preciso estar atento e sempre pensando nas suas próximas férias.
As promoções para uma determinada data, começam a surgir em torno de 3 a 5 meses antes da data, o que é ótimo, pois te proporciona um bom tempo para se organizar.
Sugiro que se torne adepto de alguns sites como decolar.com, viajanet, submarino viagens, melhores destinos entre outros.
Compramos nossas passagens em dezembro para viajar em 26 de março, pelo submarino viagens por um preço bem em conta.

4.b – Onde hospedar-se?

Para escolher como se hospedar, primeiro pergunte-se se prefere ficar em hotel ou um apartamento alugado para temporada ou mesmo um albergue.
Avalie quanto está disposto a gastar em uma diária. Depois de ter esse valor de forma mais concreta, com um mapa de Paris nas mãos vá em busca do que te atende melhor.
Aí você pode procurar sites como booking.com que conforme sua pesquisa, trará todos os hotéis disponíveis para a data da sua escolha.
Se você ficar do 1º ao 8º distrito estará bem localizado, o que facilitará sua locomoção.

Observe também, se há uma estação de metro perto do hotel, foi nosso principal meio de locomoção.
Ficamos em um hotel reservado pelo Booking com uma antecedência de 3 meses no 8º distrito, bem perto da Champs-EIysées, com uma diária em torno de 230 Euros, não foi barato, mas foi uma ótima opção. Nossa estação de metro ficava a 400m, a estação Madeleine, que tem uma localização excelente, cercada de lojas luxuosas e restaurantes gastronômicos.
Depois de escolher sua localização pesquise sobre o distrito em que vai ficar e até faça uma visita pelo Google maps na opção 3D para se familiarizar com a sua nova vizinhança!:)

4.c – Por onde começar o roteiro?

Para fazer o roteiro você deve começar a conhecer Paris, é aí que sua viagem começa!!
Compre um bom guia de viagem e utilize a internet como sua aliada, são muitos os sites e blogs que tem Paris como tema. Naveguei por vários, mas o que mais utilizei e então posso indicar foi o Conexão Paris.
Muitos guias já dispõem de um roteiro que você pode utilizar e fazer modificações dependendo da quantidade de dias em que ficará em Paris.
Então leia sobre os Distritos, pesquise os principais pontos turísticos, defina quais você quer conhecer e em uma planilha de Excel comece a distribuí-los respeitando uma disposição logística.
Outro aspecto que fará parte do seu roteiro são os eventos, shows e restaurantes específicos que quer conhecer. Falo a seguir.

4.d – É necessário comprar ingressos e fazer reservas com antecedência?

Fazer a compra dos ingressos com antecedência tem vantagens e desvantagens. A vantagem é que você não enfrentará contratempos o que é maravilhoso, e a desvantagem é que seu roteiro se torna menos flexível, ocorrendo qualquer contratempo você pode perder um ingresso.
Avalie, e se decidir comprar tudo antecipadamente, pode fazer tudo pela internet procurando pelos sites oficiais dos musicais, Versalles, tour de barco e ônibus e até mesmo a Torre Eiffel, além do que, todos os restaurantes em Paris exigem reservas para o jantar.
Caso decida comprar na hora, a dica é procurar a Fnac da Champs-EIysées que tem um balcão de vendas de ingressos para Shows, Musicais, Versalles entre outros.

5- Vale a pena fazer compras?

Bom, você está no berço da moda, todas as melhores marcas do mundo estão ali, o que você precisa é ter certeza do valor, aqui no Brasil, dos produtos que pretende adquirir para conseguir fazer uma comparação se vale a pena fazer a compra em Paris. Em geral, as coisas que comprei em Paris foram mais baratas que no Brasil, mas não podemos fazer comparações com as compras que fiz em NYC, e se você realmente quer fazer compras, o melhor destino é Orlando e Miami. Paris é romance e história.

6- É possível comunicar-se sem falar francês?

Essa é a pergunta que mais tenho ouvido nos últimos dias.
Sempre ouvimos falar que os franceses são mal humorados e não gostam de falar em inglês, mas o que percebemos foi que em todos os lugares que precisamos de atendimento, fomos atendidos em inglês sem problemas.
Quando entravamos em algum restaurante já pedíamos mesa para dois em inglês e o atendente já respondia automaticamente em inglês.
Pedir informação na rua é um pouco mais complicado, indico se informar antes de sair do hotel.
Nosso francês se resumiu em “bonjour, bonsoir e au revoir”.
Portanto se você fala inglês não encontrará dificuldades.


Ufffaaa... Acho que escrevi bastante, se ficou alguma questão é só perguntar, se eu souber eu respondo!!

bjus

4 comentários:

Núbia disse...

Muito legal seu relato (e as fotos que fui acompanhando via facebook)rs..
Até havia pedido um help para o Diogo.. para eu organizar minha viagem que iria acontecer em julho.
Daí, comecei a pesquisar tudo passagens, hoteis, aluguer de carro, cartões de descontos e travel card...
descobri que se eu viajasse dois meses antes economizaria só na passagem mais de 1000 reais e no hotel 1300.. o que foi um alento!
Resolvemos então aproveitar os preços e as promoções dos hoteis 4* e 5*.. fiz as pesquisas usando todos esses sites que me disse.. e tb no skyscanner (muito bom para ver passagens e hoteis) e o tripadvisor para dar uma checada na qualidade dos hoteis e problemas comuns (de acordo com a percepção dos hospedes) pq as agências de turismo normalmente não tem gente capacitada (e que tenha conhecimento de causa) para nos mostrar qual hotel vale mais a pena tendo como base o custo-benefício...
Então,depois de avaliar os prós e contras de visitar portugal, espanha, itália e frança... resolvemos fazer a viagem por partes e conhecer melhor cada país. Já estamos com as passagens compradas e vamos a portugal no próximo mês, iremos conhecer todo o país dentro do que for possível em 23 dias.
Dia 4 decolamos PARA A NOSSA ALEGRIA! rs voo direto pela tap.

Espero ter boas lembranças da viagem... e que seja uma espécie de uma 2ª lua de mel.. como deve ter sido a sua!

Obrigada pelos toques!

Bruna disse...

Núbia,
Você tem toda a razão, também acho que as agencias fazem um trabalho bom, mas nós fazemos um trabalho ainda melhor, pois nos conhecemos melhor!
Esqueci de falar do tripadvisor, que é com certeza fundamental para conhecer melhor o hotel que pretende se hospedar, mas o skyscanner é novidade e já está anotadíssimo, a final já estou planejando minha proxima viagem!! :)

Quando vc perguntou sobre o roteiro e se valia a pena conhecer tantos lugares em 20 dias, fiquei pensando nas coisas que já ouvi, e realmente acho que fez uma escolha procurando conhecer melhor um país só. O grande problema de uma viagem com vários destinos e pouco tempo é que se passa muito tempo na logistica e arrumando malas.
Acho uma ótima decisão e tenho certeza que sua viagem será um sucesso!!!
Com direito a lua de mel como foi a minha!! :)
Deposi me conta tuuudo!!
bj

Karina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Karina disse...

Parabéns , estou começando a planejar minha viagem e realmente este post me ajudou . Pretendo ir a Paris daqui a 3 anos e cada comentário ou dica de quem já conheceu é realmente muito importante .
Obrigada