Dia dos pais com SAUDADE


Nesse dia dos pais fiz um almoço para meu sogro, porque por mais que doa, devemos comemorar os vivos e a vida, sem esquecer jamais de quem já se foi...
Portanto sem muito dizer, comemoramos, mas não foi nada fácil desejar “Feliz dia dos pais” e não abraçar o meu pai!!

Diogo, Dalton e Daniel

Strogonoff, simples com muito carinho!

Sousplat e porta guardanapos de capim dourado, que acabo de trazer de Palmas.


Para o meu pai, minha maior concordância com Pablo Neruda!

“Saudade

Saudade é solidão acompanhada, 
é quando o amor ainda não foi embora, 
mas o amado já... 

Saudade é amar um passado que ainda não passou, 
é recusar um presente que nos machuca, 
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais... 

Saudade é o inferno dos que perderam, 
é a dor dos que ficaram para trás, 
é o gosto de morte na boca dos que continuam... 

Pablo Neruda


 Bjus

0 comentários: