Bienvenida!


Meu cunhado Daniel morou no México por dois anos, onde conheceu a Carol, minha cunhada!!
Esse mês ela veio ao Brasil conhecer a nossa família, conheceu também o Rio e a Chapada. Ela disse que gostou muito do nosso país, e nós gostamos muito dela!!

Então, para receber bem a cunhada, fizemos uma pequena recepção em nossa casa, onde será sempre bienvenida!!
Os detalhes!
Antes do jantar as entradas: 

Sardela e geleia de pimenta




Damascos, figos e frios...

Eis o cardápio:

Rondele de damascos
Filé ao vinho
Aspargos
Delícia!!!


Sempre bom receber pessoas queridas!!
bjus

Panqueca prática!


Uma semana longe de casa... nada como devolver as roupar para o armário, e fazer uma receitinha gostosa pra me sentir dona do fogão e da casa de novo!!

Repara no meu recipiente para fazer panquecas!!!
E na frigideira só pra combinar com a cor da cozinha!! hahahh
Imagina como estava o abastecimento do armário da cozinha? Mas lá no fundinho tinha uma caixinha de massa para panquecas... 
Tem gente que prefere fazer a massa com cada ingrediente, eu mesma prefiro, mas tem dia que uma caixinha ajuda e muito!!!! Pronto aí estava o jantar!!


 Misturei o conteúdo do saquinho com 1 ovo, 100g de manteiga derretida, 600ml de leite e sal.



 Depois fui despejando aos poucos na frigideira pré aquecida e untada com pouco óleo, movimentando até que a massa cobrisse toda a superfície.


Deixei dourar dos dois lados e recheei com queijo, presunto, tomate e um pouquinho de orégano.


As doces recheei com uma fatia de queijo, chocolate me barra picado e morangos maduros.

Tudo simples, rápido, prático como a volta pra casa deve ser!!
Uma delícia!

O Rio de Janeiro continua...



Na semana passada estive no Rio. Já tinha estado no Rio a passeio, turista mesmo!!

Dessa vez foi diferente. Dessa vez conheci o Rio, longe de conhecer tudo, longe, bem longe dos cartões postais.

Hospedei-me em Copacabana pra ficar perto do mar, mais perto dos cenários das novelas, onde toda rua tem um jornaleiro, uma praça e uma floricultura, as babás com as crianças e os rapazes passeando com os cãezinhos, tudo em plena harmonia como se ninguém precisasse trabalhar...

Eu acordava assim... Abria a janela e via essa imagem, tão Manoel Carlos, tão irreal! Mas durante o dia andei bastante, Campo Grande, Jacarepaguá, Ilha do Governador, Tijuca, Centro.

Foram 4 dias andando pela cidade do Rio, ouvindo as histórias das pessoas que vivem ali, das pessoas que vivem nas favelas, das balas cruzadas, das milícias, do BOPE, dos traficantes e das pessoas honestas que sobrevivem no morro.

Morro da Mangueira, Penha, Cidade de Deus, Vila Keneddy, Pavão-pavãozinho, e outras favelas que já nem me lembro, outras que já pareciam tão iguais, em morros ou não, perto do aterro sanitário ou do lixão, sobrevoadas por urubus.

Casas entulhadas, vidas entulhadas, pessoas sobrevivendo com medo, e pessoas vivendo felizes... vi crianças brincando inocentes na rua, e pensava no futuro daquela menina...

Pode ser lógico que o meio faz o ser humano, mas quero acreditar e acredito que escrevemos nosso destino e que pessoas boas merecem e recebem coisas boas.

Sim caríssimos, o Rio de Janeiro continua lindo, lindo e mais real como os dois homens que tomavam banho no chafariz da Candelária ás 8h da manhã, quase um atentado ao pudor, mas será que não sofreram um atentado?! Quem será que o cometeu?!


O Rio de Janeiro continua para todos, cabe todos e essas imagens tão contraditórias não se excluem, se completam!

Me sinto privilegiada por ver o Rio por inteiro!




 Créditos: google